Results for: encanta Search Results
Family Filter:
8:47
Festival de Viña del Mar 2012- Luis Miguel encanta y recibe Gaviota de Platino y llaves de la ciudad
23 Feb 2012
789
Share Video

1:00
What I like the most about SYNC® en el nuevo Ford Fiesta es que cualquier canción que pido, it plays. - Check out how Ellie uses the available voice-activated SYNC® feature to play her song, "Yo Se", en el Fiesta. Category:
3 Aug 2010
189
Share Video

4:17
todo por la web-tv WWW.EUROPOCKET.TV
24 May 2007
460
Share Video

5:46
Edimar Guiã... É difícil definí-lo em poucas palavras. Mas, se por obrigação, só pudesse-mos dizer uma, certamente seria: MÚSICA. Estudioso contumáz das mínimas vertentes musicais, Edimar fez faculdade de música e está pra se formar maestro. É exímio cantor e compositor, e consegue tocar incrivelmente bem mais de uma dezena de instrumentos. E o mais impressionante é que o artista consegue nos passar a falsa impressão de que música é algo muito fácil. Sambista nato com berço no Engenho de Dentro, puxador de samba enredo renomado inter-estadual, e músico de nível internacional, Edimar Guiã é a simplicidade em pessoa, e encanta por isso. Esta música "GNU" é um símbolo do início de sua carreira solo. Conheçam um pouquinho do grande artista que é EDIMAR GUIÃ e sua maravilhosa banda, num arranjo musical arrojado... Com vocês, o clip GNU: "Banana devora o macaco, gnu arrebenta o leão..." TELEFONE PARA SHOWS: 7820.6107 (ID 8*8738) Visite: www.vibeflog****/edimarguia
4 Jun 2007
777
Share Video

5:35
Todos sabemos que Uriel el conductor de Telehit tiene muchas fans, pero lo que muy pocos saben es que también es baterista y tiene una banda. Como en Al Chile nos encanta ir y enterarnos de absolutamente todo lo que los demás ignoran, esta vez Fede se lanzó a la tocada de esta banda llamada Timothy Brownie.
28 Aug 2007
842
Share Video

2:40
Ahora en bswlatino**** enterarte que personaje de "Family Guy" tendra su propio programa. Mas los nombres de bebes que has estado esperando y el actor Jack Nicholson entra a el internet por Hillary! *Si amas la serie Family Guy preparate para esto. . .listo? Cleveland tendra su propio programa! De acuerdo con el Hollywood Reporter el creador de la comedia animada, Seth McFarlane creara un programa que gira alerted de Cleveland Brown, uno de los vecinos de Peter Griffin en el programa. La voz de Cleveland, Mike Henry tambien ayudara con la creacion del libreto de este Nuevo programa junto con el creador de American Dad, Rich Appel. Aun no se sabe cuando saldra al aire ni si el personaje de Cleveland seguira saliendo en Family Guy. *Luego de mucha especulacion, bueno al menos de los que les encanta el chisme, Jennifer Lopez y su marido Marc Anthony revelaron los nombres de sus gemelos. Desafortunadamente no son nombres tan exitantes como Apple o Kingston, pero Max y Emme no estan mal. No es por nada, pero quien nombra su hijo Max? Suena como nombre de perro no crees? Osea no es por ser cruel pero eres Jlo! Eso es lo unico que te podias inventar? Bueno, cada loco con su tema. *Bueno el an~o 2008 es el an~o del internet. Esto es de acuerdo a la carrera por la presidencia estadounidense. Y el senador Obama esta dominando ciberespacio desde Obama Girl hasta el video del cantante Will I am que hizo para el senador. Asi que para ayudar la campana de Hillary, el actor Jack Nicholson ha prestado su imagen de diferentes peliculas como The Shining y Chinatown para demostrar su apoyo a la senadora Clinton. Los mismos atraen atencion a su propuesta para seguro medico y su abilidad de liderar un pais durante epoca de Guerra. El video lo puedes ver en You Tube y aunque le vayas a Obama, confia que vale la pena verlo! Bueno ya mas de 1millon de personas lo han visto!!! Y a ti te espero ver pronto por aqua bswlatino**** Llevandote al mundo del espectaculo.
7 Mar 2008
1221
Share Video

7:38
es un tema q no puedes parar de ballar si te gusta la musica de la MAXIMA.FM a mi me encanta espero q a vosotros tambien ...:))))))))))))))
10 Apr 2008
792
Share Video

3:31
Me encanta esta cancion y la quiero compartir con todo el mundo! Sergio Vega el Chaka de Mexico!!! I love this song and i want to share it with the world! Hope you like it!!!!!
30 Apr 2008
93798
Share Video

5:53
Entrevista de SgS a Andrés Calamaro en junio/julio? de 1994, en su casa del centro de Madrid, para el programa musical Espiral Pop. Interpreta a la guitarra el tema de Chavela Vargas "En el último trago". Vídeo subido especialmente para Valentín. Espero que te guste! ;) Y si os gusta Calamaro seguro que os encanta Bob Dylan. Visita www.desolationpost**** y suscríbete! "Tómate esta botella conmigo y en el último trago nos vamos. Quiero ver a que sabe tu olvido sin poner en mis ojos tus manos. Esta noche no voy a rogarte, esta noche te vas de de veras. ¡Qué difícil tratar de olvidarte sin que sienta que ya no me quieras! Nada me han enseñado los años, siempre caigo en los mismos errores: otra vez a brindar con extraños y a llorar por los mismos dolores. Tómate esta botella conmigo en el último trago me besas. Esperamos que no haya testigos por si acaso te diera vergüenza. Si algún día sin querer tropezamos no te agaches ni me hables de frente, simplemente la mano nos damos y después que murmure la gente. Nada me han enseñado los años, siempre caigo en los mismos errores. Otra vez a brindar con extraños y a llorar por los mismos dolores. Tómate esta botella conmigo y en el último trago nos vamos..."
4 May 2008
1468
Share Video

3:13
Este vídeo sacado en Tokio me encanta, mestra cómo veíamos fuegos artificiales junto a *******www.ungatonipon****/ en un puente, a ambos lados, rodeados por la policía. Muy Blade Runner todo. Sólo en Japón ... Este vídeo es parte de la serie de vídeos de viaje de *******hombrelobo**** Distributed by Tubemogul.
7 Aug 2008
911
Share Video

0:15
O Pelourinho, famoso centro histórico de Salvador, rouba a cena na nova minissérie da TV Globo Ó paí, ó, que estréia no próximo dia 31. Quem nunca foi à Bahia, ou já foi e quer voltar, vai poder ver de perto a nova produção que traz, entre outros, Lázaro Ramos, Matheus Nachtergaele , Stênio Garcia, Preta Gil e Virgínia Cavendish. Junto com eles, protagonizam as histórias, que têm como pano de fundo a revitalização da capital baiana, o Bando de Teatro Olodum. São seis episódios, todos gravados em película 16 mm, baseados no filme homônimo de Monique Gardenberg. Para atuar na série, Lázaro teve dois meses de aulas de canto para adequar o timbre ao personagem Roque. Já Matheus, que recentemente fez sua estréia como diretor de cinema, vive o antagonista, debochado e divertido, que garante boas risadas a cada episódio.A Rede Globo começa a gravar nesta semana, em Salvador, a série "Ó Paí, Ó", adaptação para TV do filme homônimo, estrelado por Lázaro Ramos e dirigido por Monique Gardenberg. A série vai ao ar no segundo semestre. A informação é da coluna Outro Canal, de Daniel Castro, na Folha deste domingo.Além de Lázaro, a série terá no elenco Matheus Nachtergaele, João Miguel, Hermila Guedes (de "O Céu de Suely"), Virginia Cavendish e Daniel Boaventura. Monique dirigirá dois dos cinco episódios. O roteiro foi uma criação coletiva com o Bando de Teatro Olodum. A série pretende mostrar uma Bahia pop. Lázaro Ramos terá que soltar a voz e cantar 12 músicas. O repertório inclui Wilson Simonal, Jobim, Caetano, Riachão, Odair José, Luiz Caldas, Dalto, Araketu e Skank, entre outros.A TV Globo tem como um dos projetos para 2008 a adaptação do filme Ó Pai, Ó, de Monique Gardenberg, para a TV, informou a coluna Controle Remoto do jornal Diário de S. Paulo. O ator Jorge Furtado e a diretora Monique Gardenberg já estariam escrevendo os roteiros da série. O filme, que tem Lázaro Ramos e Wagner Moura no elenco, mostra a empolgação dos moradores de um cortiço na Bahia no primeiro dia de Carnaval. A zeladora, porém, acaba com a alegria deles ao cortar o fornecimento de água do local."Ó Pai, Ó" promete abordagem leve de temas graves e fuga do eixo Rio-SP Da Redação "Quando vi o Bando de Teatro Olodum pela primeira vez, pensei que o trabalho do grupo se encaixaria bem na TV. Me identifiquei de imediato porque esse tipo de humor popular encanta muito", declarou o diretor Guel Arraes na coletiva de lançamento de 'Ó Paí, ó', que aconteceu nesta segunda (13), no Rio de Janeiro. Filmado em Salvador de junho a agosto deste ano, o seriado 'Ó Paí, Ó' é baseado no filme de mesmo nome de Monique Gardenberg, lançado em 2007. Os seis episódios inéditos para a televisão foram escritos por Guel Arraes e Jorge Furtado, com a colaboração de Monique Gardenberg e Mauro Lima, e contaram ainda com a contribuição dos atores do Bando de Teatro Olodum, que incrementaram os diálogos com improvisações. A direção geral do seriado é de Monique Gardenberg, que assina dois dos episódios. Mauro Lima dirige outros dois, Carolina Jabor e Olívia Guimarães, um cada uma."Na série, cada episódio tem sua independência, portanto serão histórias com início, meio e fim, diferentemente do filme que era uma obra mais aberta. Também não há uma regra na sua abordagem; temos episódio mais trágico, outro mais melodramático, outros cômicos do início ao fim. Além disso, cada episódio tem a sua própria levada, com atmosferas bem diferentes, não segue uma fórmula única", explica Monique Gardenberg. Lázaro Ramos, protagonista do filme e da série, iniciou a carreira de ator no Bando de Teatro Olodum e diz ainda se considerar parte dele, tamanha a afinidade e carinho. "Como representante do Bando, fico muito feliz com essa oportunidade que eles estão tendo para mostrar seus trabalhos", declarou o ator. Em meio a tantos elogios, Matheus Nachtergaele também deixou seu recado: "A paisagem humana representada na série pelo Bando é a alma deste trabalho".Entusiasmada, Preta Gil contou como conseguiu fazer parte do elenco: "Vi o projeto nascer no cinema e resolvi me transformar no que verdadeiramente sou: uma artista. Pedi a Monique para fazer parte da série e, com certeza, sou uma pessoa muito melhor depois desta imersão no grupo". A diretora geral Monique Gardenberg sintetizou o que será exibido na TV: "Vários assuntos sérios e graves serão tratados com humor, de uma maneira leve, como a falta de vagas em hospitais da rede pública e a adoção de crianças por casais homossexuais. Fico muito feliz de estar trazendo algo para a TV que não venha do eixo Rio-São Paulo e sim, da Bahia. Acredito que "Ó Paí, Ó" seja um conteúdo inédito na TV Globo".
28 Nov 2008
2649
Share Video

4:00
Paris (prononcé /pa.ʁi/) est la ville la plus peuplée et la capitale de la France, chef-lieu de la région dÎle-de-France et unique commune-département du pays. Elle se situe sur une boucle de la Seine, au centre du Bassin parisien, entre les confluents de la Marne et de la Seine en amont, et de lOise et de la Seine en aval. Ses habitants sappellent les Parisiens et les Parisiennes. ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤ Paris (pronounced /ˈpærɨs/ in English; [paʁi] (help·info) in French) is the capital of France and the country's largest city. It is situated on the river Seine, in northern France, at the heart of the Île-de-France region (also known as the "Paris Region"; French: Région parisienne). The city of Paris within its administrative limits (largely unchanged since 1860) has an estimated population of 2,167,994 (January 2006).[2] The Paris unité urbaine (or urban area) extends well beyond the administrative city limits and has an estimated population of 9.93 million (in 2005).[3] The Paris aire urbaine (or metropolitan area) has a population of nearly 12 million,[4] and is one of the most populated metropolitan areas in Europe. ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤ París es la capital de Francia. Está situada en el norte del país, bañada por el Sena. La ciudad de París dentro de sus límites administrativos tiene una población estimada de 2.167.994 habitantes (Enero de 2006).[1] La aglomeración urbana de París se extiende bastante más allá de los límites administrativos de la ciudad y tiene una población cercana a los 9,93 millones de habitantes (en 2005).[2] El área metropolitana de París tiene una población de casi 12 millones de habitantes. ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤ Paris é a capital e a maior cidade da França, bem como a capital da região administrativa de Île-de-France, na bacia parisiense. A cidade é atravessada pelo rio Sena. É a segunda maior metrópole da Europa (só menos populosa que Moscou), e é a maior cidade francófona do mundo. A sua área metropolitana tem cerca de 12 milhões de habitantes. A cidade é conhecida mundialmente como Cidade Luz ,devido a ser uma das primeiras cidades a possuir uma iluminação urbana, sendo uma das principais cidades turísticas do mundo. A cidade encanta pela beleza de sua arquitetura, suas perspectivas urbanas e suas avenidas, bem como por seus vários museus. As margens do rio Sena, em Paris, foram inscritas, em 1991, na lista do Património Mundial da UNESCO. ¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤ باريس عاصمة الجمهورية الفرنسية، وهي أيضًا إحدى أقاليمها، وتنقسم إلى 20 دائرة (Arrondissement). وكل دائرة مقسمة بدورها إلى أربعة أقسام، يدير كامل المدينة عمدة بلديتها، واثنان من المحافظين بمعاونة المجلس العام. تقع باريس على نهر السين، بها مطاران دوليين هما: (أورللي ورواسي شارل ديجول)، النفق الشهير الذي يربط فرنسا بإنجلترا تحت بحر المانش والذى افتتح في 15 مايو 1994 مما سهل السفر بالقطارات TGV الفائقة السرعة بين البلدين. يرجع اسم باريس الي قبيلة كلتية كانت أول من سكن المنطقة وتدعي باريسي (بالفرنسية Parisii). كما تعرف باريس بأسم "مدينة النور" (la Ville Lumière) وذلك لأنها في عام 1828 كانت أول مدينة في أوروبا تضاء طرقاتها بمصابيح تعمل بالكيروسين. وتعد باريس ميناء نهري هام جدا وتعد رابع أهم ميناء فرنسي (بعد مرسيليا والهافر ودنكرك).
9 Feb 2009
4362
Share Video

0:25
A Indomada foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo de 17 de fevereiro a 11 de outubro de 1997. Foi escrita por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares e dirigida por Marcos Paulo e Roberto Naar e foi apresentada em 203 capítulos.Greenville. Cidade do interior de Pernambuco, construída à imagem e semelhança da antiga Inglaterra, devido à influência dos britânicos que, muito tempo antes, ali haviam construído a Estrada de Ferro Great Western. Orgulhosos da sua cidade, que dizem ser "um pedaço da Inglaterra no Brasil", os greenvillenses seguem à risca as tradições britânicas, não abdicando nem do chá das cinco, o five o'clock tea, e chegando a misturar o inglês com o português, sempre com o inconfudível sotaque nordestino. Durante décadas, as fábricas de açúcar e rapadura fizeram daquela região um local deveras abastado. Dentre elas, tinha destaque a Usina Monguaba, propriedade da família mais rica e tradicional de Greenville, os Mendonça e Albuquerque. Tudo começa quando Eulália (Adriana Esteves), a herdeira da Monguaba, se apaixona pelo cortador de cana Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli), com quem vive um intenso romance. Desconfiado, o irmão mais velho de Eulália, Pedro Afonso (Claudio Marzo), temendo as verdadeiras intenções de Zé Leandro, proíbe o namoro, chegando a ameaçar o rapaz de morte. Temendo pela vida do amado, Eulália ajuda-o a fugir, enquanto ele lhe jura regressar um dia para buscá-la. Meses depois, Eulália dá à luz uma filha dele, Lúcia Helena (conhecida apenas como Helena), a quem ensina a esperar pelo pai. Quinze anos depois, um forasteiro de nome Teobaldo Faruk, (José Mayer), filho de pai egípcio (este já falecido) e mãe brasileira, chega à cidade e logo se encanta com Eulália. Todavia, ela ainda espera por Zé Leandro. Por outro lado, Altiva (Eva Wilma), esposa de Pedro Afonso, humilha Teobaldo, afirmando que um forasteiro sem eira nem beira não é digno de se aproximar de uma Mendonça e Albuquerque. Teobaldo jura vingança. Pedro Afonso, viciado em jogo, deve dinheiro a várias pessoas, a quem assinou promissórias. Certo dia, Zé Leandro regressa, disposto a fugir com Eulália e Helena (Leandra Leal) e começar com elas uma nova vida, com uma fortuna em pedras preciosas que conseguiu juntar, ao trabalhar num garimpo. Depois de combinar a fuga, ensina a Helena o valor da terra, o que ela jamais esquecerá. Todavia, o barco em que fogem naufraga e Zé Leandro morre afogado. Eulália morre também, pedindo a Helena que confie em Teobaldo, o qual conseguiu enriquecer. A maquiavélica Altiva consegue convencer Pedro Afonso de que a irmã o odiou e traiu durante quinze anos. Magoado, o marido se recusa a fazer o velório de Eulália em sua casa. Teobaldo descobre e resolve agir: compra todas as promissórias de Pedro Afonso, tornando-se seu único credor e, logo, dono de todos os seus bens. Sabendo-o impossibilitado de pagar a dívida com dinheiro, exige outro tipo de pagamento: o velório de Eulália será na mansão dos Mendonça e Albuquerque e Helena casará com ele. Em troca, Pedro Afonso e a família poderão continuar a morar na mansão e receberão da parte de Teobaldo uma mesada para poderem subsistir. Mantendo a dignidade, Pedro Afonso deixa que seja Helena a decidir e a menina aceita casar com Teobaldo. Este combina com ela mandá-la para Londres até terminar os estudos, só então devendo Helena regressar para casar com o forasteiro, assim acontecendo. Teobaldo conta ter um filho com Helena, para poder juntar o seu sangue ao dos Mendonça e Albuquerque, como forma de completar a sua vingança contra Altiva. Dez anos depois, Helena (já interpretada por Adriana Esteves) regressa e casa com Teobaldo, pedindo a usina (que ele ganhou de Pedro Afonso e está parada há anos) como presente de casamento. A sua idéia é reativá-la para dar valor às suas terras de cana-de-açúcar, cumprindo, assim, os ideais do pai. Todavia, após o casamento com Teobaldo, ela se recusa a consumá-lo, o que o deixa fora de si. O conflito dura a novela inteira e os dois vivem uma história de ódio e amor, que movimenta toda a cidade.Lenda A lenda do Cadeirudo, um homem que saía saltando, de forma aterrorizante e ao mesmo tempo cômica, atrás das mulheres que andavam à noite pela cidade, algo parecido com o bicho-papão. No penúltimo capítulo, descobriu-se que a figura era a beata Lourdes Maria, de Sônia de Paula, que só queria zelar pela lei e bons costumes. Abertura Na abertura da novela, a então modelo estreante Maria Fernanda Cândido, se transformava nos quatros elementos: o fogo, a água, a terra e o ar. Foi umas das aberturas mais criativas e surpreendentes da Rede Globo, em toda a sua história. Vilões: Eva Wilma com seu impagável bordão "Ôxente, my God!", e Ary Fontoura, marcaram época com personagens inesquecíveis. Eles faziam a ardilosa dupla de vilões, Maria Altiva e Deputado Pitágoras.
1 Feb 2009
3090
Share Video

2:05
A Indomada foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo de 17 de fevereiro a 11 de outubro de 1997. Foi escrita por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares e dirigida por Marcos Paulo e Roberto Naar e foi apresentada em 203 capítulos.Greenville. Cidade do interior de Pernambuco, construída à imagem e semelhança da antiga Inglaterra, devido à influência dos britânicos que, muito tempo antes, ali haviam construído a Estrada de Ferro Great Western. Orgulhosos da sua cidade, que dizem ser "um pedaço da Inglaterra no Brasil", os greenvillenses seguem à risca as tradições britânicas, não abdicando nem do chá das cinco, o five o'clock tea, e chegando a misturar o inglês com o português, sempre com o inconfudível sotaque nordestino. Durante décadas, as fábricas de açúcar e rapadura fizeram daquela região um local deveras abastado. Dentre elas, tinha destaque a Usina Monguaba, propriedade da família mais rica e tradicional de Greenville, os Mendonça e Albuquerque. Tudo começa quando Eulália (Adriana Esteves), a herdeira da Monguaba, se apaixona pelo cortador de cana Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli), com quem vive um intenso romance. Desconfiado, o irmão mais velho de Eulália, Pedro Afonso (Claudio Marzo), temendo as verdadeiras intenções de Zé Leandro, proíbe o namoro, chegando a ameaçar o rapaz de morte. Temendo pela vida do amado, Eulália ajuda-o a fugir, enquanto ele lhe jura regressar um dia para buscá-la. Meses depois, Eulália dá à luz uma filha dele, Lúcia Helena (conhecida apenas como Helena), a quem ensina a esperar pelo pai. Quinze anos depois, um forasteiro de nome Teobaldo Faruk, (José Mayer), filho de pai egípcio (este já falecido) e mãe brasileira, chega à cidade e logo se encanta com Eulália. Todavia, ela ainda espera por Zé Leandro. Por outro lado, Altiva (Eva Wilma), esposa de Pedro Afonso, humilha Teobaldo, afirmando que um forasteiro sem eira nem beira não é digno de se aproximar de uma Mendonça e Albuquerque. Teobaldo jura vingança. Pedro Afonso, viciado em jogo, deve dinheiro a várias pessoas, a quem assinou promissórias. Certo dia, Zé Leandro regressa, disposto a fugir com Eulália e Helena (Leandra Leal) e começar com elas uma nova vida, com uma fortuna em pedras preciosas que conseguiu juntar, ao trabalhar num garimpo. Depois de combinar a fuga, ensina a Helena o valor da terra, o que ela jamais esquecerá. Todavia, o barco em que fogem naufraga e Zé Leandro morre afogado. Eulália morre também, pedindo a Helena que confie em Teobaldo, o qual conseguiu enriquecer. A maquiavélica Altiva consegue convencer Pedro Afonso de que a irmã o odiou e traiu durante quinze anos. Magoado, o marido se recusa a fazer o velório de Eulália em sua casa. Teobaldo descobre e resolve agir: compra todas as promissórias de Pedro Afonso, tornando-se seu único credor e, logo, dono de todos os seus bens. Sabendo-o impossibilitado de pagar a dívida com dinheiro, exige outro tipo de pagamento: o velório de Eulália será na mansão dos Mendonça e Albuquerque e Helena casará com ele. Em troca, Pedro Afonso e a família poderão continuar a morar na mansão e receberão da parte de Teobaldo uma mesada para poderem subsistir. Mantendo a dignidade, Pedro Afonso deixa que seja Helena a decidir e a menina aceita casar com Teobaldo. Este combina com ela mandá-la para Londres até terminar os estudos, só então devendo Helena regressar para casar com o forasteiro, assim acontecendo. Teobaldo conta ter um filho com Helena, para poder juntar o seu sangue ao dos Mendonça e Albuquerque, como forma de completar a sua vingança contra Altiva. Dez anos depois, Helena (já interpretada por Adriana Esteves) regressa e casa com Teobaldo, pedindo a usina (que ele ganhou de Pedro Afonso e está parada há anos) como presente de casamento. A sua idéia é reativá-la para dar valor às suas terras de cana-de-açúcar, cumprindo, assim, os ideais do pai. Todavia, após o casamento com Teobaldo, ela se recusa a consumá-lo, o que o deixa fora de si. O conflito dura a novela inteira e os dois vivem uma história de ódio e amor, que movimenta toda a cidade.Cena Marcante Uma das cenas mais marcantes foi a morte de Maria Altiva (Eva Wilma), no último capítulo, que, depois de desaparecer num incêndio, vira fumaça e sobe pelos ares de Greenville, sob o olhar de toda a cidade, dizendo a seguinte frase: Me Aguardem, eu Voltarei.Destaques Lenda A lenda do Cadeirudo, um homem que saía saltando, de forma aterrorizante e ao mesmo tempo cômica, atrás das mulheres que andavam à noite pela cidade, algo parecido com o bicho-papão. No penúltimo capítulo, descobriu-se que a figura era a beata Lourdes Maria, de Sônia de Paula, que só queria zelar pela lei e bons costumes. Abertura Na abertura da novela, a então modelo estreante Maria Fernanda Cândido, se transformava nos quatros elementos: o fogo, a água, a terra e o ar. Foi umas das aberturas mais criativas e surpreendentes da Rede Globo, em toda a sua história. Vilões Eva Wilma com seu impagável bordão "Ôxente, my God!", e Ary Fontoura, marcaram época com personagens inesquecíveis. Eles faziam a ardilosa dupla de vilões, Maria Altiva e Deputado Pitágoras. Bordões e língua Os bordões de Scarleth Mackenzie Pitiguary , personagem de Luiza Thomé, "Vamos nhanhar?" e da irreverente e autoritária juíza Mirandinha, personagem de Betty Faria, "Pelos rigores da lei". O "portinglês" falado pelos personagens virou moda.
30 Jan 2009
6858
Share Video

6:21
A Indomada foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo de 17 de fevereiro a 11 de outubro de 1997. Foi escrita por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares e dirigida por Marcos Paulo e Roberto Naar e foi apresentada em 203 capítulos. Greenville. Cidade do interior de Pernambuco, construída à imagem e semelhança da antiga Inglaterra, devido à influência dos britânicos que, muito tempo antes, ali haviam construído a Estrada de Ferro Great Western. Orgulhosos da sua cidade, que dizem ser "um pedaço da Inglaterra no Brasil", os greenvillenses seguem à risca as tradições britânicas, não abdicando nem do chá das cinco, o five o'clock tea, e chegando a misturar o inglês com o português, sempre com o inconfudível sotaque nordestino. Durante décadas, as fábricas de açúcar e rapadura fizeram daquela região um local deveras abastado. Dentre elas, tinha destaque a Usina Monguaba, propriedade da família mais rica e tradicional de Greenville, os Mendonça e Albuquerque. Tudo começa quando Eulália (Adriana Esteves), a herdeira da Monguaba, se apaixona pelo cortador de cana Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli), com quem vive um intenso romance. Desconfiado, o irmão mais velho de Eulália, Pedro Afonso (Claudio Marzo), temendo as verdadeiras intenções de Zé Leandro, proíbe o namoro, chegando a ameaçar o rapaz de morte. Temendo pela vida do amado, Eulália ajuda-o a fugir, enquanto ele lhe jura regressar um dia para buscá-la. Meses depois, Eulália dá à luz uma filha dele, Lúcia Helena (conhecida apenas como Helena), a quem ensina a esperar pelo pai. Quinze anos depois, um forasteiro de nome Teobaldo Faruk, (José Mayer), filho de pai egípcio (este já falecido) e mãe brasileira, chega à cidade e logo se encanta com Eulália. Todavia, ela ainda espera por Zé Leandro. Por outro lado, Altiva (Eva Wilma), esposa de Pedro Afonso, humilha Teobaldo, afirmando que um forasteiro sem eira nem beira não é digno de se aproximar de uma Mendonça e Albuquerque. Teobaldo jura vingança. Pedro Afonso, viciado em jogo, deve dinheiro a várias pessoas, a quem assinou promissórias. Certo dia, Zé Leandro regressa, disposto a fugir com Eulália e Helena (Leandra Leal) e começar com elas uma nova vida, com uma fortuna em pedras preciosas que conseguiu juntar, ao trabalhar num garimpo. Depois de combinar a fuga, ensina a Helena o valor da terra, o que ela jamais esquecerá. Todavia, o barco em que fogem naufraga e Zé Leandro morre afogado. Eulália morre também, pedindo a Helena que confie em Teobaldo, o qual conseguiu enriquecer. A maquiavélica Altiva consegue convencer Pedro Afonso de que a irmã o odiou e traiu durante quinze anos. Magoado, o marido se recusa a fazer o velório de Eulália em sua casa. Teobaldo descobre e resolve agir: compra todas as promissórias de Pedro Afonso, tornando-se seu único credor e, logo, dono de todos os seus bens. Sabendo-o impossibilitado de pagar a dívida com dinheiro, exige outro tipo de pagamento: o velório de Eulália será na mansão dos Mendonça e Albuquerque e Helena casará com ele. Em troca, Pedro Afonso e a família poderão continuar a morar na mansão e receberão da parte de Teobaldo uma mesada para poderem subsistir. Mantendo a dignidade, Pedro Afonso deixa que seja Helena a decidir e a menina aceita casar com Teobaldo. Este combina com ela mandá-la para Londres até terminar os estudos, só então devendo Helena regressar para casar com o forasteiro, assim acontecendo. Teobaldo conta ter um filho com Helena, para poder juntar o seu sangue ao dos Mendonça e Albuquerque, como forma de completar a sua vingança contra Altiva. Dez anos depois, Helena (já interpretada por Adriana Esteves) regressa e casa com Teobaldo, pedindo a usina (que ele ganhou de Pedro Afonso e está parada há anos) como presente de casamento. A sua idéia é reativá-la para dar valor às suas terras de cana-de-açúcar, cumprindo, assim, os ideais do pai. Todavia, após o casamento com Teobaldo, ela se recusa a consumá-lo, o que o deixa fora de si. O conflito dura a novela inteira e os dois vivem uma história de ódio e amor, que movimenta toda a cidade. Uma das cenas mais marcantes foi a morte de Maria Altiva (Eva Wilma), no último capítulo, que, depois de desaparecer num incêndio, vira fumaça e sobe pelos ares de Greenville, sob o olhar de toda a cidade, dizendo a seguinte frase: Me Aguardem, eu Voltarei. Destaques Lenda A lenda do Cadeirudo, um homem que saía saltando, de forma aterrorizante e ao mesmo tempo cômica, atrás das mulheres que andavam à noite pela cidade, algo parecido com o bicho-papão. No penúltimo capítulo, descobriu-se que a figura era a beata Lourdes Maria, de Sônia de Paula, que só queria zelar pela lei e bons costumes. Abertura Na abertura da novela, a então modelo estreante Maria Fernanda Cândido, se transformava nos quatros elementos: o fogo, a água, a terra e o ar. Foi umas das aberturas mais criativas e surpreendentes da Rede Globo, em toda a sua história. Vilões Eva Wilma com seu impagável bordão "Ôxente, my God!", e Ary Fontoura, marcaram época com personagens inesquecíveis. Eles faziam a ardilosa dupla de vilões, Maria Altiva e Deputado Pitágoras. Bordões e língua Os bordões de Scarleth Mackenzie Pitiguary , personagem de Luiza Thomé, "Vamos nhanhar?" e da irreverente e autoritária juíza Mirandinha, personagem de Betty Faria, "Pelos rigores da lei". O "portinglês" falado pelos personagens virou moda.
25 Mar 2009
7743
Share Video

2:42
A Indomada foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo de 17 de fevereiro a 11 de outubro de 1997. Foi escrita por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares e dirigida por Marcos Paulo e Roberto Naar e foi apresentada em 203 capítulos. Greenville. Cidade do interior de Pernambuco, construída à imagem e semelhança da antiga Inglaterra, devido à influência dos britânicos que, muito tempo antes, ali haviam construído a Estrada de Ferro Great Western. Orgulhosos da sua cidade, que dizem ser "um pedaço da Inglaterra no Brasil", os greenvillenses seguem à risca as tradições britânicas, não abdicando nem do chá das cinco, o five o'clock tea, e chegando a misturar o inglês com o português, sempre com o inconfudível sotaque nordestino. Durante décadas, as fábricas de açúcar e rapadura fizeram daquela região um local deveras abastado. Dentre elas, tinha destaque a Usina Monguaba, propriedade da família mais rica e tradicional de Greenville, os Mendonça e Albuquerque. Tudo começa quando Eulália (Adriana Esteves), a herdeira da Monguaba, se apaixona pelo cortador de cana Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli), com quem vive um intenso romance. Desconfiado, o irmão mais velho de Eulália, Pedro Afonso (Claudio Marzo), temendo as verdadeiras intenções de Zé Leandro, proíbe o namoro, chegando a ameaçar o rapaz de morte. Temendo pela vida do amado, Eulália ajuda-o a fugir, enquanto ele lhe jura regressar um dia para buscá-la. Meses depois, Eulália dá à luz uma filha dele, Lúcia Helena (conhecida apenas como Helena), a quem ensina a esperar pelo pai. Quinze anos depois, um forasteiro de nome Teobaldo Faruk, (José Mayer), filho de pai egípcio (este já falecido) e mãe brasileira, chega à cidade e logo se encanta com Eulália. Todavia, ela ainda espera por Zé Leandro. Por outro lado, Altiva (Eva Wilma), esposa de Pedro Afonso, humilha Teobaldo, afirmando que um forasteiro sem eira nem beira não é digno de se aproximar de uma Mendonça e Albuquerque. Teobaldo jura vingança. Pedro Afonso, viciado em jogo, deve dinheiro a várias pessoas, a quem assinou promissórias. Certo dia, Zé Leandro regressa, disposto a fugir com Eulália e Helena (Leandra Leal) e começar com elas uma nova vida, com uma fortuna em pedras preciosas que conseguiu juntar, ao trabalhar num garimpo. Depois de combinar a fuga, ensina a Helena o valor da terra, o que ela jamais esquecerá. Todavia, o barco em que fogem naufraga e Zé Leandro morre afogado. Eulália morre também, pedindo a Helena que confie em Teobaldo, o qual conseguiu enriquecer. A maquiavélica Altiva consegue convencer Pedro Afonso de que a irmã o odiou e traiu durante quinze anos. Magoado, o marido se recusa a fazer o velório de Eulália em sua casa. Teobaldo descobre e resolve agir: compra todas as promissórias de Pedro Afonso, tornando-se seu único credor e, logo, dono de todos os seus bens. Sabendo-o impossibilitado de pagar a dívida com dinheiro, exige outro tipo de pagamento: o velório de Eulália será na mansão dos Mendonça e Albuquerque e Helena casará com ele. Em troca, Pedro Afonso e a família poderão continuar a morar na mansão e receberão da parte de Teobaldo uma mesada para poderem subsistir. Mantendo a dignidade, Pedro Afonso deixa que seja Helena a decidir e a menina aceita casar com Teobaldo. Este combina com ela mandá-la para Londres até terminar os estudos, só então devendo Helena regressar para casar com o forasteiro, assim acontecendo. Teobaldo conta ter um filho com Helena, para poder juntar o seu sangue ao dos Mendonça e Albuquerque, como forma de completar a sua vingança contra Altiva. Dez anos depois, Helena (já interpretada por Adriana Esteves) regressa e casa com Teobaldo, pedindo a usina (que ele ganhou de Pedro Afonso e está parada há anos) como presente de casamento. A sua idéia é reativá-la para dar valor às suas terras de cana-de-açúcar, cumprindo, assim, os ideais do pai. Todavia, após o casamento com Teobaldo, ela se recusa a consumá-lo, o que o deixa fora de si. O conflito dura a novela inteira e os dois vivem uma história de ódio e amor, que movimenta toda a cidade.Uma das cenas mais marcantes foi a morte de Maria Altiva (Eva Wilma), no último capítulo, que, depois de desaparecer num incêndio, vira fumaça e sobe pelos ares de Greenville, sob o olhar de toda a cidade, dizendo a seguinte frase: Me Aguardem, eu Voltarei. Destaques Lenda A lenda do Cadeirudo, um homem que saía saltando, de forma aterrorizante e ao mesmo tempo cômica, atrás das mulheres que andavam à noite pela cidade, algo parecido com o bicho-papão. No penúltimo capítulo, descobriu-se que a figura era a beata Lourdes Maria, de Sônia de Paula, que só queria zelar pela lei e bons costumes. Abertura Na abertura da novela, a então modelo estreante Maria Fernanda Cândido, se transformava nos quatros elementos: o fogo, a água, a terra e o ar. Foi umas das aberturas mais criativas e surpreendentes da Rede Globo, em toda a sua história. Vilões Eva Wilma com seu impagável bordão "Ôxente, my God!", e Ary Fontoura, marcaram época com personagens inesquecíveis. Eles faziam a ardilosa dupla de vilões, Maria Altiva e Deputado Pitágoras. Bordões e língua. Os bordões de Scarleth Mackenzie Pitiguary , personagem de Luiza Thomé, "Vamos nhanhar?" e da irreverente e autoritária juíza Mirandinha, personagem de Betty Faria, "Pelos rigores da lei". O "portinglês" falado pelos personagens virou moda. Outros destaques Destaque também para Renata Sorrah e Eliane Giardini interpretando as mal faladas Zenilda e Santinha. As atrizes brilharam em personagens bem diferentes de outros que já fizeram, respectivamente a dona do bordel local e a romântica alcoólatra irmã de Altiva.
2 Feb 2009
5941
Share Video