Results for: placar Search Results
Family Filter:
2:37
A Rede Globo (também conhecida como TV Globo ou simplesmente Globo) é uma rede de televisão brasileira que iniciou suas atividades no dia 26 de abril de 1965, no Rio de Janeiro. Foi fundada e dirigida pelo empresário Roberto Marinho até sua morte, em 2003, quando passou ao controle de seu filho, Roberto Irineu Marinho. Atualmente, a emissora é uma das maiores de toda a América e a terceira maior do mundo, assistida por 80 milhões de pessoas diariamente.A empresa faz parte do grupo empresarial Organizações Globo. A matriz da empresa encontra-se no bairro do Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. O departamento de notícias está situado no Jardim Botânico, e seus principais estúdios de produção localizam-se no complexo conhecido como Projac, em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade. Fernando Vannucci teve o primeiro emprego aos quinze anos na Rádio Sociedade Triângulo Mineiro em Uberaba, onde nasceu. Em seguida, foi para a Rádio Sete Colinas, apresentando o programa Pintando o Sete. Na mesma emissora, começou a fazer carreira como repórter esportivo.Aos vinte anos foi contratado pela Rádio Inconfidência de Belo Horizonte. Transferiu-se para a TV Globo, primeiro em Minas Gerais até 1977, depois para a Central Globo de Jornalismo do Rio de Janeiro. Na Globo apresentou vários jornais: Globo Esporte, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje, Fantástico, Gols do Fantástico, entre outros.Foi por esta emissora que cobriu seis Copas do Mundo: 78 na Argentina, 82 na Espanha, 86 no México, 90 na Itália e 94(tetra campeonato) nos Estados Unidos. O destaque fica para a copa do México, onde à frente do programa Copa 86, graças à uma gafe do satélite, criou o bordão que se tornaria sua marca registrada: Alo Você. O país vivia um momento de euforia com o plano Cruzado do presidente Sarney, onde tudo tinha que dar certo. Mas na Copa, o Brasil treinado pelo técnico Telê Santana foi desclassificado pela França. Após o jogo, narrando uma poesia de Affonso Romano de Sant'anna, não conseguiu segurar as lágrimas e acabou fazendo o Brasil inteiro chorar. Também na TV Globo, ao lado de Luciano do Valle, Galvão Bueno, Léo Batista e Mylena Ciribelli, cobriu as Olimpíadas de Moscou em 80, de Los Angeles em 84, de Seul em 88, de Barcelona em 92 e de Atlanta em 96 e foi o âncora das transmissões do Carnaval na Marquês de Sapucaí Rio de Janeiro, de 1985 até 1999.Em 1998 após entrar no ar ao vivo mastigando, foi para geladeira da emissora, de onde saiu para narrar o seu último carnaval. Em abril de 1999, após assinar contrato com a empresa de marketing esportivo TRAFFIC, estreou no Show de Esportes da TV Bandeirantes, onde ficou até 2001, além de ter feito também a cobertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000, o programa diário Esporte Agora e o Carnaval da Bahia. Em 2002, também pela TRAFFIC, esteve na Rede Record até ser contratado em fevereiro de 2003 pela RedeTV! para narrar as provas do Champ Car e apresentar o TV Esporte. O último programa acabou extinto para dar lugar ao TV Esporte Notícias, apresentado pelo próprio e pela então estreante Renata Maranhão, substituída em junho de 2004 por Cláudia Barthel.Em setembro de 2004 cedeu seu lugar no jornal para Cristina Lyra. No mesmo mês trabalhou na cobertura dos Jogos Paraolímpicos de Atenas. Em novembro de 2004 passou a narrar partidas pela Superliga de Vôlei.No fim de fevereiro de 2005, começou a comandar o RedeTV! Esporte, a princípio ao lado de Roberto Avallone (que ficou na apresentação do programa até abril quando foi para a Rede Bandeirantes), e atualmente com Cristina Lyra. Ele também é apresentador do programa esportivo de debates Bola na Rede, aos domingos à noite e faz o bloco esportivo do Jornal RedeTV News.No dia 9 de julho de 2006, Vannucci passou mal no ar enquanto apresentava o programa Bola na Rede da RedeTV!. Segundo a direção da emissora o mal-estar foi ocasionado pela utilização de medicamentos para tratamento de distúrbios de ansiedade. Na ocasião o programa foi cortado e o apresentador foi substituído pelo jornalista Augusto Xavier. Até então, muita gente acreditava que o apresentador teria se apresentado sob efeito de bebidas alcoólicas no seu programa.Em entrevista à Revista Veja e a outros veículos de comunicação, ele explicou que tomou 4 mg do ansiolítico Lorax após uma discussão familiar. Vannucci afirmou que na hora do almoço, antes da discussão, tomou duas taças de vinho, o que pode ter potencializado o efeito do calmante.E outro fato que fez diferença foi a internet. O vídeo de Vanucci grogue já foi visto mais de 500.000 vezes no site do YouTube. No entanto, foi retirado à pedido do próprio Vanucci, após ser vítima de uma brincadeira sobre esse vídeo pelos integrantes do programa Pânico na TV. Mas logo estava de volta ao site.Em Novembro do mesmo ano, Vanucci foi internado após terem sido descobertos vários problemas no seu coração.
14 Dec 2008
2274
Share Video

3:17
Pesquisa elege os 11 maiores craques da seleção de todos os tempos.Em 1996, PLACAR ouviu 64 jornalistas, ex-jogadores estrangeiros e técnicos do Brasil em Copas e elegeu nossos 11 maiores craques.O Rei do futebol, única unanimidade Pelé foi o único a receber todos os 64 votos possíveis daquele colégio eleitoral. Não era para menos: afinal, o Rei cabeceava, lançava, driblava, fazia gols. Tudo com a mesma perfeição. Além disso, foi o jogador que mais gols marcou por uma Seleção em todos os tempos (95). O mais jovem a levantar a taça (17 anos e 8 meses, na Suécia, em 1958). E o único a vencer três Copas do Mundo até hoje.esmo jogando só a final de 1958, Djalma Santos foi apontado como o melhor lateral da competição.Domingos da Guia foi tão absoluto no Brasil que, para ter um companheiro à altura, foi preciso deslocar Carlos Alberto Torres para a zaga.o centroavante Leônidas da Silva de fora da Seleção de todos os tempos. Com 24 indicações, o inventor da bicicleta ficou à frente de monstros sagrados como Romário (14 votos), Ademir de Menezes (quatro), Vavá, bicampeão do mundo (um voto); e Arthur Friedenreich,Nílton Santos tinha técnica e dominava a arte de driblar como poucos atacantes.Garrincha sempre foi um semideus do futebol brasileiro, abaixo apenas de Pelé.Didi era um jogador clássico.Até a Copa do Mundo de 1950, nenhum jogador havia sido chamado de gênio. Zizinho mudou essa história.A Associação de Estatísticos de Futebol (AFS), situada na Inglaterra, escolheu os 100 melhores jogadores de futebol do mundo. Uma lista, que na minha opinião não está má, ela está péssima! Maradona como 6º melhor do mundo deve ser uma anedota! Para criar esta lista, a organização criou um sistema de pontuação, onde os atacantes são premiados por golos marcados e os defesas por jogos sem sofrer golos. Os jogadores desta lista conquistaram também pontos extras por títulos conquistados, partidas como capitães e o nível em que jogaram. Talvez por isso esta lista ser constituída desta forma! Apenas estas regras podiam ditar tais posições! Aqui está o top, que na minha opinião, não mostra a ordem dos melhores do mundo. Para isso, teriam que se usar outros quitérios.1.Pelé (Brasil)2.Ronaldo (Brasil)3.Romário (Brasil)4.Luís Figo (Portugal) 5.Zinedine Zidane (França)6.Diego Maradona (Argentina)7.Lothar Matthäus (Alemanha)8.Gerd Müller (Alemanha) 9.Franz Beckenbauer (Alemanha) 10.Cafu (Brasil) 11.Roberto Carlos (Brasil) 12.Marco van Basten (Holanda)13.Michel Platini (França)14.Rivaldo (Brasil) 15.Paolo Maldini (Itália)16.Zico (Brasil)17.Raúl (Espanha)18.Ruud Gullit (Holanda)19.Eusébio (Portugal)20.Ferenc Puskas (Hungria)21.Johan Cruyff (Holanda)22.Alfredo di Stefano (Argentina)23.Bobby Charlton (Inglaterra)24.Jürgen Klinsmann (Alemanha)25.Kenny Dalglish (Escócia) 26.Ali Daei (Irã)27.Karl-Heinz Rummenigge (Alemanha)28.Gabriel Batistuta (Argentina)29.Michael Laudrup (Dinamarca)30.Hristo Stoichkov (Bulgária)31.Dennis Bergkamp (Holanda) 32.Frank Rijkaard (Holanda)33.Thierry Henry (França)34.Pavel Nedved (República Checa)35.Gheorghe Hagi (Romênia)36.Peter Schmeichel (Dinamarca) 37.Andrei Shevchenko (Ucrânia)38.Sepp Maier (Alemanha)39.Didier Deschamps (França)40.Lilian Thuram (França) 41.Enzo Francescoli (Uruguai)42.Hakan Sukur (Turquia)43.Paolo Rossi (Itália) 44.David Beckham (Inglaterra)45.Jean-Pierre Papin (França) 46.Kevin Keegan (Inglaterra)47.Marcel Desailly (França) 48.Oliver Kahn (Alemanha)49.Alessandro Costacurta (Itália)50.Clarence Seedorf (Holanda)51.Dino Zoff (Itália) 52.Patrick Kluivert (Holanda)53.Jari Litmanen (Finlândia)54.Daniel Passarella (Argentina)55.Bixente Lizarazu (França)56.Gary Lineker (Inglaterra)57.Ronaldhino (Brasil) 58.Sylvain Wiltord (França)59.Bebeto (Brasil)60.Alessandro Del Piero (Itália) 61.Davor Suker (Croácia)62.Ryan Giggs (País de Gales)63.David Trezeguet (França)64.Demetrio Albertini (Itália) 65.Patrick Vieira (França)66.Jürgen Kohler (Alemanha)67.Laurent Blanc (França)68.Michael Owen (Inglaterra) 69.Youri Djorkaeff (França)70.Frank de Boer (Holanda)71.Emilio Butragüeño (Espanha)72.Hugo Sánchez (México) 73.Rudi Völler (Alemanha)74.Djalma Santos (Brasil)75.Giacinto Facchetti (Itália)76.Kanu (Nigéria)77.Franco Baresi (Itália)78.Gianni Rivera (Itália) 79.Roberto Baggio (Itália)80.Oscar Ruggeri (Argentina)81.Gheorghe Popescu (Romênia)82.Jon D. Tomasson (Dinamarca) 83.Raymond Kopa (França)84.Carlos Valderrama (Colômbia)85.Rui Costa (Portugal)86.Gary Neville (Inglaterra) 87.Edgar Davids (Holanda)88.Taffarel (Brasil)89.Paul Scholes (Inglaterra) 90.Diego Simeone (Argentina)91.Bryan Robson (Inglaterra)92.Roy Keane (Irlanda)93.Brian Laudrup (Dinamarca) 94.Henrik Larsson (Suécia)95.Fabien Barthez (França)96.Michael Ballack (Alemanha)97.Jan Koller (República Checa)98.Edwin van der Sar (Holanda) 99.Robert Pires (França)100.Johan Neeskens (Holanda)
2 Dec 2008
3742
Share Video

6:07
Pesquisa elege os 11 maiores craques da seleção de todos os tempos.Em 1996, PLACAR ouviu 64 jornalistas, ex-jogadores estrangeiros e técnicos do Brasil em Copas e elegeu nossos 11 maiores craques.O Rei do futebol, única unanimidade Pelé foi o único a receber todos os 64 votos possíveis daquele colégio eleitoral. Não era para menos: afinal, o Rei cabeceava, lançava, driblava, fazia gols. Tudo com a mesma perfeição. Além disso, foi o jogador que mais gols marcou por uma Seleção em todos os tempos (95). O mais jovem a levantar a taça (17 anos e 8 meses, na Suécia, em 1958). E o único a vencer três Copas do Mundo até hoje.esmo jogando só a final de 1958, Djalma Santos foi apontado como o melhor lateral da competição.Domingos da Guia foi tão absoluto no Brasil que, para ter um companheiro à altura, foi preciso deslocar Carlos Alberto Torres para a zaga.o centroavante Leônidas da Silva de fora da Seleção de todos os tempos. Com 24 indicações, o inventor da bicicleta ficou à frente de monstros sagrados como Romário (14 votos), Ademir de Menezes (quatro), Vavá, bicampeão do mundo (um voto); e Arthur Friedenreich,Nílton Santos tinha técnica e dominava a arte de driblar como poucos atacantes.Garrincha sempre foi um semideus do futebol brasileiro, abaixo apenas de Pelé.Didi era um jogador clássico.Até a Copa do Mundo de 1950, nenhum jogador havia sido chamado de gênio. Zizinho mudou essa história.A Associação de Estatísticos de Futebol (AFS), situada na Inglaterra, escolheu os 100 melhores jogadores de futebol do mundo. Uma lista, que na minha opinião não está má, ela está péssima! Maradona como 6º melhor do mundo deve ser uma anedota! Para criar esta lista, a organização criou um sistema de pontuação, onde os atacantes são premiados por golos marcados e os defesas por jogos sem sofrer golos. Os jogadores desta lista conquistaram também pontos extras por títulos conquistados, partidas como capitães e o nível em que jogaram. Talvez por isso esta lista ser constituída desta forma! Apenas estas regras podiam ditar tais posições! Aqui está o top, que na minha opinião, não mostra a ordem dos melhores do mundo. Para isso, teriam que se usar outros quitérios.1.Pelé (Brasil)2.Ronaldo (Brasil)3.Romário (Brasil)4.Luís Figo (Portugal) 5.Zinedine Zidane (França)6.Diego Maradona (Argentina)7.Lothar Matthäus (Alemanha)8.Gerd Müller (Alemanha) 9.Franz Beckenbauer (Alemanha) 10.Cafu (Brasil) 11.Roberto Carlos (Brasil) 12.Marco van Basten (Holanda)13.Michel Platini (França)14.Rivaldo (Brasil) 15.Paolo Maldini (Itália)16.Zico (Brasil)17.Raúl (Espanha)18.Ruud Gullit (Holanda)19.Eusébio (Portugal)20.Ferenc Puskas (Hungria)21.Johan Cruyff (Holanda)22.Alfredo di Stefano (Argentina)23.Bobby Charlton (Inglaterra)24.Jürgen Klinsmann (Alemanha)25.Kenny Dalglish (Escócia) 26.Ali Daei (Irã)27.Karl-Heinz Rummenigge (Alemanha)28.Gabriel Batistuta (Argentina)29.Michael Laudrup (Dinamarca)30.Hristo Stoichkov (Bulgária)31.Dennis Bergkamp (Holanda) 32.Frank Rijkaard (Holanda)33.Thierry Henry (França)34.Pavel Nedved (República Checa)35.Gheorghe Hagi (Romênia)36.Peter Schmeichel (Dinamarca) 37.Andrei Shevchenko (Ucrânia)38.Sepp Maier (Alemanha)39.Didier Deschamps (França)40.Lilian Thuram (França) 41.Enzo Francescoli (Uruguai)42.Hakan Sukur (Turquia)43.Paolo Rossi (Itália) 44.David Beckham (Inglaterra)45.Jean-Pierre Papin (França) 46.Kevin Keegan (Inglaterra)47.Marcel Desailly (França) 48.Oliver Kahn (Alemanha)49.Alessandro Costacurta (Itália)50.Clarence Seedorf (Holanda)51.Dino Zoff (Itália) 52.Patrick Kluivert (Holanda)53.Jari Litmanen (Finlândia)54.Daniel Passarella (Argentina)55.Bixente Lizarazu (França)56.Gary Lineker (Inglaterra)57.Ronaldhino (Brasil) 58.Sylvain Wiltord (França)59.Bebeto (Brasil)60.Alessandro Del Piero (Itália) 61.Davor Suker (Croácia)62.Ryan Giggs (País de Gales)63.David Trezeguet (França)64.Demetrio Albertini (Itália) 65.Patrick Vieira (França)66.Jürgen Kohler (Alemanha)67.Laurent Blanc (França)68.Michael Owen (Inglaterra) 69.Youri Djorkaeff (França)70.Frank de Boer (Holanda)71.Emilio Butragüeño (Espanha)72.Hugo Sánchez (México) 73.Rudi Völler (Alemanha)74.Djalma Santos (Brasil)75.Giacinto Facchetti (Itália)76.Kanu (Nigéria)77.Franco Baresi (Itália)78.Gianni Rivera (Itália) 79.Roberto Baggio (Itália)80.Oscar Ruggeri (Argentina)81.Gheorghe Popescu (Romênia)82.Jon D. Tomasson (Dinamarca) 83.Raymond Kopa (França)84.Carlos Valderrama (Colômbia)85.Rui Costa (Portugal)86.Gary Neville (Inglaterra) 87.Edgar Davids (Holanda)88.Taffarel (Brasil)89.Paul Scholes (Inglaterra) 90.Diego Simeone (Argentina)91.Bryan Robson (Inglaterra)92.Roy Keane (Irlanda)93.Brian Laudrup (Dinamarca) 94.Henrik Larsson (Suécia)95.Fabien Barthez (França)96.Michael Ballack (Alemanha)97.Jan Koller (República Checa)98.Edwin van der Sar (Holanda) 99.Robert Pires (França)100.Johan Neeskens (Holanda)
16 Sep 2009
3149
Share Video

1:57
CSAxBotafogo pela copa do brasil, placar 1x1. Bandeirão da maior torcida do nordeste brasileiro.
19 May 2007
4224
Share Video

3:27
Atenção! Amanhã tem jogo da Seleção! Amanhã, no Gama, pertinho de Brasília, tem jogo da Seleção Brasileira.O último em 2008.E o adversário da partida amistosa é a seleção portuguesa, de Cristiano Ronaldo, que deve ser eleito como o melhor do mundo nesta temporada. Há quem jure, ainda, que será também o último jogo de Dunga como técnico da Seleção Brasileira, mas, aí, há controvérsias.O próprio Dunga, por exemplo, acha que essa conversa é coisa plantada e disse que pode andar por aí sem seguranças particulares. Só faltou o uniforme da seleção brasileira e o sotaque. Astro de Portugal e rival do Brasil nesta quarta-feira, Cristiano Ronaldo foi tratado pela população de Brasília como um ídolo local. O cenário surpreendeu o português, que se mostrou envaidecido pelo fato e tentou amenizar a disputa particular com Kaká pelo prêmio de melhor do mundo."Os brasileiros me apóiam bastante e gostam de mim. Não imaginava que era tanto. Então vou tentar retribuir da melhor maneira possível, que é me esforçar em campo, dar espetáculo e ganhar coisas no futebol", disse o atacante do Manchester United.Nesta terça-feira, a seleção portuguesa treinou no estádio Bezerrão, palco do amistoso, logo depois do Brasil. E Cristiano Ronaldo foi assediado desde a chegada do ônibus lusitano, assim como acontecera no dia anterior no aeroporto. Na oportunidade, contudo, os fãs não viram o jogador de perto porque a delegação seguiu para o hotel direto da pista.No que depender do time titular escalado por Dunga no único treino antes do amistoso contra Portugal, a seleção brasileira terá formação ofensiva na partida das 22h desta quarta-feira, no estádio Bezerrão, na cidade-satélite do Gama. A equipe foi testada com dois meias armadores: Anderson e Kaká.itular na última partida do Brasil pelas eliminatórias para a Copa, diante da Colômbia, Josué perdeu a vaga no time para Anderson. O meio-campo, assim, foi composto por Gilberto Silva, Elano, Anderson e Kaká. Na defesa, sem a dupla titular Juan/Lúcio, Dunga optou pelas entradas de Luisão e Thiago Silva. O primeiro atuou como zagueiro central, enquanto o jogador do Fluminense se posicionou pelo lado esquerdo. O restante do time não teve grandes novidades, sendo formado por: Júlio César; Maicon, Luisão, Thiago Silva e Kléber; Gilberto Silva, Elano, Anderson e Kaká; Robinho e Luís Fabiano. Nos primeiros minutos do treino, os reservas tiveram as melhores chances de gol. Convidado para compor o time suplente, o ex-zagueiro Gérson, do Gama, e Alexandre Pato tiveram boas oportunidades de abrir o placar. Pelos titulares, Robinho foi quem teve a primeira chance, mas Luisão, em cobrança de falta de Elano, estufou as redes pela primeira vez no Bezerrão. Com a bola rolando, Elano também deixou o seu, por cobertura. Pato empatou para os reservas, aproveitando escanteio batido por Diego. Com pouco mais de 20 minutos de movimentação, Dunga deixou a equipe ainda mais ofensiva: Diego foi promovido a titular no lugar de Elano, recuando Anderson para ajudar Gilberto Silva na marcação. No ataque, Adriano substituiu Luís Fabiano.
24 Aug 2009
2838
Share Video

3:15
Luís Fabiano rouba o show, e seleção brasileira dá chocolate em Portugal Atacante do Sevilla ofusca Cristiano Ronaldo e Kaká e vira a estrela do triunfo do time de Dunga em Brasília Foi uma noite fabulosa. Mas nem de Kaká, nem de Cristiano Ronaldo. Quem brilhou na vitória brasileira por 6 a 2 sobre Portugal, nesta quarta-feira, no estádio Bezerrão, no Gama, cidade-satélite de Brasília, foi Luis Fabiano. Ele fez três gols e ainda deu o passe para outro, marcado por Maicon. Elano marcou o quinto e Adriano, que entrara no lugar do herói da noite, garantiu a festa tupiniquim. Danny, de letra, e Simão fizeram os gols dos portugueses. Foi a maior vitória da seleção nos confrontos contra e rival e, pela primeira vez no duelo, um jogador fez três gols em uma só partida. Foi uma das melhores apresentações da seleção de Dunga, que chegou a ser questionado pelos torcedores nos primeiros minutos, mas depois foi aplaudido. Foram nove jogos e nove vitórias. A equipe canarinho Nesses 11 jogos, a equipe marcou 14 gols e sofreu sete. Agora, o Brasil só volta a campo em 10 de fevereiro, no amistoso contra a Itália, em Londres.Antes do jogo, muita festa na reinauguração do estádio Walmir Campello de Bezerra, o Bezerrão. O hino nacional foi cantado por Zezé di Camargo. Pelé deu o pontapé inicial da partida e recebeu um troféu em homenagem ao aniversário do milésimo gol marcado no dia 19 de novembro de 1969, em cima do Vasco. O Rei do Futebol foi ovacionado de pé pelos torcedores. Outras personalidades da política e do esporte, como Romário e o piloto Felipe Massa, desfilavam nos camarotes.Pelé chegou a pedir paciência com o trabalho de Dunga antes da partida. Mas não adiantou. Foi o sistema de som do estádio anunciar as escalações e chegar ao nome do treinador para uma grande vaia começar. O grito de "Adeus Dunga" também não demorou a aparecer. Veio aos quatro minutos quando Danny marcou o primeiro gol de Portugal. Após uma rápida cobrança de escanteio pela esquerda, a bola foi cruzada para a área brasileira. Bruno Alves dominou na segunda trave e chutou cruzado. No meio dos zagueiros, Danny apareceu e tocou de letra para fazer o gol. Julio César só observou. Um golaço. Portugal 1 a 0. O empate veio aos oito minutos. Linda jogada de Robinho pela esquerda. Ele roubou a bola, passou por Pepe e tocou para Luis Fabiano. Livre na área, o atacante tocou com categoria na saída do goleiro Quim: 1 a 1, para avílio de Dunga (confira o gol no vídeo ao lado). A torcida passou, então, a gritar o nome de Robinho. Terminava o jejum de gols da seleção em casa em 2008 após três jogos (Argentina, Bolívia e Colômbia) sem balançar a rede.Com Anderson no meio-campo, a seleção brasileira jogava melhor, tinha rapidez e mais habilidade na ligação entre a defesa e o ataque. Kaká também era eficiente na armação das jogadas. Aos 14, Robinho quase virou a partida. O atacante entrou na área e chutou colocado no canto esquerdo de Quim. Mas a bola foi para fora por muito, muito pouco.Mas o gol saiu aos 24 minutos. E novamente com Luis Fabiano. Após jogada de Kaká, o atacante dominou na área e girou. O chute não saiu forte, mas entrou no canto esquerdo do goleiro. Aos 26 minutos, Cristiano Ronaldo, pela primeira vez, levou perigo. Ele dominou na entrada da área e chutou rasteiro. O goleiro Julio César caiu no canto direito para defender firme. O atacante, que deve ganhar o prêmio de melhor do mundo concedido pela Fifa, não fez um bom primeiro tempo: duas jogadas de efeito, entre elas uma bola entre as pernas de Robinho, mas foi pouco objetivo. O Brasil ainda quase ampliou no fim do primeiro tempo. Robinho deixou Kaká na cara do gol. Mas o meia chutou por cima do travessão na saída do goleiro Quim. - O importante é que a seleção teve um poder de reação muito grande no primeiro tempo. Saímos atrás, mas corremos e lutamos para virar o placar - disse Luis Fabiano ao deixar o campo. No intervalo da partida, uma homenagem a Felipe Massa. O piloto da Ferrari deu uma volta no gramado ao som do tema da vitória no carro que serve como maca e foi muito aplaudido pelos torcedores. Nos dois telões, imagens de vitórias do brasileira na última temporada de Fórmula 1. - É uma honra para mim receber todo esse carinho. Não tenho como agradecer. Vou lutar muito para ser campeão no ano que vem - disse o piloto. A seleção voltou sem mudanças para o segundo tempo. Nani, que entrou no lugar de Danny, chutou de fora da área logo aos três minutos. Julio César defendeu firme. Aos seis minutos, a torcida começou a gritar olé numa seqüência de toques da seleção brasileira. Parecia adivinhar que o terceiro estava por vir. Após uma linda troca de passes, Luis Fabiano tocou para Maicon, que apareceu pela direita e chutou forte, surpreendendo o goleiro Quim: Brasil 3 a 1
9 Dec 2008
6247
Share Video

1:38
A Copa Libertadores da América ou Taça Libertadores da América, cujo nome oficial atual é Copa Santander Libertadores por motivos de patrocínio[1], é a principal competição de futebol entre clubes da América do Sul, organizado pela CONMEBOL - Confederação Sul-Americana de Futebol. Desde 1998, quando começou a ser patrocinada pela montadora japonesa Toyota, aceita também a participação de clubes do México. A partir de 2008, o patrocinador oficial da competição passou a ser o espanhol Grupo Santander[1]. O nome do torneio é uma homenagem aos principais líderes da independência das nações da América Latina: Simón Bolívar, Dom Pedro I, José de San Martín, Antonio José de Sucre e Bernardo O'Higgins. É uma das competições entre clubes mais prestigiosas no esporte juntamente com a Liga dos Campeões da Europa. Da primeira edição em 1960 até 2004, o campeão da Libertadores enfrentava o campeão da Liga dos Campeões da Europa em uma ou duas partidas, no que se chamava de Mundial Interclubes ou Copa Intercontinental ou Copa Européia/Sul-Americana. Desde 2005, o campeão da Libertadores disputa a Copa do Mundo de Clubes da FIFA (FIFA Club World Cup), que reune os campeões de todos os continentes, valorizando ainda mais a conquista do torneio.Doze anos antes da primeira Copa Libertadores, uma competição internacional de clubes foi criada com representantes de sete diferentes países sul-americanos. Este foi o Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1948, jogado em uma liga de Santiago, Chile, e foi ganho pelo Vasco da Gama. A primeira taça foi ganha pelo Peñarol do Uruguai. A partir de 2005, 20 equipes diferentes já ganhar a taça. O clube mais bem sucedido foi o clube argentino Independiente, incluindo quatro títulos seguidos em sete vezes de 1972 a 1975. o Estudiantes de La Plata, da Argentina, se tornou o primeiro clube a vencer a Taça em três anos consecutivos, em 1968, 1969 e 1970. Desde então, só Independiente conseguiu superar esta façanha, ganhando quatro campeonatos entre 1972 e 1975. Ao longo dos anos, a concorrência tem mantido vivo uma rivalidade entre os países concorrentes, especialmente entre o Brasil e a Argentina, Uruguai e Argentina, Uruguai e Brasil, Colômbia e Argentina, Peru e Chile. Episódios de violência não são raros e a pressão para os jogadores em campo é enorme. A partir de 1998 à 2007, a Copa Libertadores da América foi patrocinada pela Toyota Motor Corporation, e é por isso que o nome durante esse período foiCopa Toyota Libertadores.A Taça Libertadores da América de 1994 foi ganha pelo Vélez Sarsfield, da Argentina contra o São Paulo Futebol Clube na disputa por pênaltis, por 5 a 3, após uma vitória por 1 a 0 dos argentinos em Buenos Aires e uma dos brasileiros em São Paulo pelo mesmo placar. O goleiro do Vélez, José Luis Chilavert converteu um dos pênaltis e defendeu um outro. Na primeira fase do certame, o Vélez caiu no grupo dos brasileiros Palmeiras e Cruzeiro e de seu conterrâneo Boca Juniors. Foi o primeiro da chave, com oito pontos - três vitórias, dois empates e uma derrota (a vitória ainda contava apenas dois pontos).Títulos da Copa Libertadores da América por equipe: 7 títulos - Independiente 6 títulos - Boca Juniors 5 títulos - Peñarol 3 títulos - São Paulo, Olimpia, Nacional e Estudiantes 2 títulos - Cruzeiro, River Plate, Grêmio e Santos 1 título - LDU, Internacional, Once Caldas, Palmeiras, Vasco, Vélez Sársfield, Colo Colo, Atlético Nacional, Argentinos Juniors, Flamengo e Racing Club Títulos da Copa Libertadores da América por país: 21 títulos - Argentina 13 títulos - Brasil 8 títulos - Uruguai 3 títulos - Paraguai 2 títulos - Colômbia 1 título - Chile 1 título - Equador Mais vice-campeonatos: Peñarol (1962, 1965, 1970 e 1983) e América de Cali (1985, 1986, 1987 e 1996) - 4 vezes Mais finais: Boca Juniors e Peñarol - 9 vezes Mais gols numa única edição: Daniel Onega (River Plate) - 17 gols em 1966 Artilheiro de todas as edições: Alberto Spencer (Equador) - 54 gols (48 pelo Peñarol e 6 pelo Barcelona do Equador) entre 1960 a 1972
1 Dec 2008
3357
Share Video

0:17
O Campeonato Brasileiro de Futebol de 1980 foi o primeiro vencido pelo Flamengo de Zico, que durante toda a década de 1980 iria colecionar títulos nacionais e internacionais. A CBD foi desmembrada e surgiu a CBF. Os clubes mais tradicionais passaram a pressionar a recém-criada confederação a reformar o Campeonato Brasileiro, que vinha crescendo ano a ano em número de participantes, tendo chegado ao recorde de 94 clubes no ano anterior. Finalmente, a CBF decidiu dividir o campeonato em três divisões: a Taça de Ouro (com os 40 clubes mais fortes da época), a Taça de Prata e a Taça de Bronze. Mas, ao aplicar de forma particular as recomendações da Fifa sobre acesso e descenso, a CBF criou um inédito mecanismo de "acesso intermediário", no mesmo ano das competições: as 4 equipes melhor classificadas na primeira fase da Taça de Prata passariam a disputar a segunda fase da Taça de Ouro. As demais equipes da Taça de Prata permaneceriam na sua competição, disputando o título do torneio, e ainda duas vagas para a Taça de Ouro do ano seguinte, que acabaram ficando com Londrina e CSA/AL.Primeira Fase: 40 clubes divididos em quatro grupos, sendo dez em cada. Turno único e classificando para a segunda fase os sete primeiros colocados de cada grupo. Segunda Fase: Os 28 clubes classificados na primeira fase mais os quatro primeiros colocados na primeira fase da Taça de Prata (Americano/RJ, Sport/PE, Bangu/RJ, e América/SP), totalizando 32 clubes, são divididos em oito grupos com quatro clubes em cada. Em dois turnos, classificando-se para a terceira fase os dois primeiros colocados em cada grupo. Terceira Fase: Quatro grupos com 4 clubes em cada, turno único, e classificando-se para a fase final o primeiro de cada grupo. Fase Final Semifinais e final, em partidas de ida e volta, classificando-se sempre o clube com o melhor resultado na soma de placares. Nas seminfinais, o mando de campo no 2º jogo e a classificação em caso de empate vão para o clube com melhor campanha durante o campeonato. Nas finais, a vantagem (tanto no mando de campo quanto no duplo empate) é do clube com a melhor campanha na semifinal.Flamengo: Raul; Toninho, Manguito, Marinho e Júnior; Andrade, Paulo César Carpegiani (Adílio) e Zico; Tita, Nunes e Júlio César. Técnico: Cláudio Coutinho. Atlético/MG: João Leite; Orlando (Silvestre), Osmar, Luisinho (Geraldo) e Jorge Valença; Chicão, Toninho Cerezo e Palhinha; Pedrinho, Reinaldo e Éder Aleixo. Técnico: Procópio Cardoso.Flamengo campeão, apesar da igualdade na soma de resultados, por ter obtido melhor campanha na semifinal (duas vitórias contra o Coritiba) do que o Atlético (vitória e empate contra o Internacional).Sport, Americano, Bangu e América/SP entraram na disputa diretamente na segunda fase, classificados via "Taça de Prata" (série B)
2 Dec 2008
3802
Share Video

7:51
01 - Player Information Name: Victor Leandro Bagy Team: Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense Position: Goalkeeper Nationality: Brazil 02 - Club Awards; - Champion of Brazil Cup (Paulista de Jundiaí) (2005) - Champion of Confederations Cup (Brazil) (2009) 03 - Player Awards; - Best goalkeeper of Brazilian League (Grêmio) (2008) - Best goalkeeper of Brazilian League (Grêmio) (2009) - Best goalkeeper of Libertadores Cup of America (Grêmio) (2009) - Best goalkeeper of Silver Ball (Revista Placar) (2009) ... 01 - Informações do Jogador Name: Victor Leandro Bagy Team: Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense Position: Goleiro Nationality: Brasil 02 - Títulos por Equipe; - Campeão da Copa do Brasil (Paulista de Jundiaí) (2005) - Campeão da Copa das Confederações (Brasil) (2009) 03 - Títulos como Jogador; - Melhor goleiro do Campeonato Brasileiro (Grêmio) (2008) - Melhor goleiro do Campeonato Brasileiro (Grêmio) (2009) - Melhor goleiro da Copa Libertadores da América (Grêmio) (2009) - Melhor goleiro do Bola de Ouro (Revista Placar) (2009)
16 Dec 2009
466
Share Video

1:36
Cyril ha quasi dodici anni e una sola idea fissa: ritrovare il padre che lo ha lasciato temporaneamente in un centro di accoglienza per l'infanzia. Incontra per caso Samantha, che ha un negozio da parrucchiera e che accetta di tenerlo con sé durante i fine settimana. Cyril non è del tutto consapevole dell'affetto di Samantha, un affetto di cui ha però un disperato bisogno per placare la sua rabbia.
20 May 2011
538
Share Video