Novo Seriado Da Rede Globo De TV - ó Pai,ó

  • Share
    Share Video

  • Add
  • More
    Report this video as:
0 0
You have already voted for this video.
O Pelourinho, famoso centro histórico de Salvador, rouba a cena na nova minissérie da TV Globo Ó paí, ó, qu...
O Pelourinho, famoso centro histórico de Salvador, rouba a cena na nova minissérie da TV Globo Ó paí, ó, que estréia no próximo dia 31. Quem nunca foi à Bahia, ou já foi e quer voltar, vai poder ver de perto a nova produção que traz, entre outros, Lázaro Ramos, Matheus Nachtergaele , Stênio Garcia, Preta Gil e Virgínia Cavendish. Junto com eles, protagonizam as histórias, que têm como pano de fundo a revitalização da capital baiana, o Bando de Teatro Olodum. São seis episódios, todos gravados em película 16 mm, baseados no filme homônimo de Monique Gardenberg. Para atuar na série, Lázaro teve dois meses de aulas de canto para adequar o timbre ao personagem Roque. Já Matheus, que recentemente fez sua estréia como diretor de cinema, vive o antagonista, debochado e divertido, que garante boas risadas a cada episódio.A Rede Globo começa a gravar nesta semana, em Salvador, a série "Ó Paí, Ó", adaptação para TV do filme homônimo, estrelado por Lázaro Ramos e dirigido por Monique Gardenberg. A série vai ao ar no segundo semestre. A informação é da coluna Outro Canal, de Daniel Castro, na Folha deste domingo.Além de Lázaro, a série terá no elenco Matheus Nachtergaele, João Miguel, Hermila Guedes (de "O Céu de Suely"), Virginia Cavendish e Daniel Boaventura. Monique dirigirá dois dos cinco episódios. O roteiro foi uma criação coletiva com o Bando de Teatro Olodum. A série pretende mostrar uma Bahia pop. Lázaro Ramos terá que soltar a voz e cantar 12 músicas. O repertório inclui Wilson Simonal, Jobim, Caetano, Riachão, Odair José, Luiz Caldas, Dalto, Araketu e Skank, entre outros.A TV Globo tem como um dos projetos para 2008 a adaptação do filme Ó Pai, Ó, de Monique Gardenberg, para a TV, informou a coluna Controle Remoto do jornal Diário de S. Paulo. O ator Jorge Furtado e a diretora Monique Gardenberg já estariam escrevendo os roteiros da série. O filme, que tem Lázaro Ramos e Wagner Moura no elenco, mostra a empolgação dos moradores de um cortiço na Bahia no primeiro dia de Carnaval. A zeladora, porém, acaba com a alegria deles ao cortar o fornecimento de água do local."Ó Pai, Ó" promete abordagem leve de temas graves e fuga do eixo Rio-SP Da Redação "Quando vi o Bando de Teatro Olodum pela primeira vez, pensei que o trabalho do grupo se encaixaria bem na TV. Me identifiquei de imediato porque esse tipo de humor popular encanta muito", declarou o diretor Guel Arraes na coletiva de lançamento de 'Ó Paí, ó', que aconteceu nesta segunda (13), no Rio de Janeiro. Filmado em Salvador de junho a agosto deste ano, o seriado 'Ó Paí, Ó' é baseado no filme de mesmo nome de Monique Gardenberg, lançado em 2007. Os seis episódios inéditos para a televisão foram escritos por Guel Arraes e Jorge Furtado, com a colaboração de Monique Gardenberg e Mauro Lima, e contaram ainda com a contribuição dos atores do Bando de Teatro Olodum, que incrementaram os diálogos com improvisações. A direção geral do seriado é de Monique Gardenberg, que assina dois dos episódios. Mauro Lima dirige outros dois, Carolina Jabor e Olívia Guimarães, um cada uma."Na série, cada episódio tem sua independência, portanto serão histórias com início, meio e fim, diferentemente do filme que era uma obra mais aberta. Também não há uma regra na sua abordagem; temos episódio mais trágico, outro mais melodramático, outros cômicos do início ao fim. Além disso, cada episódio tem a sua própria levada, com atmosferas bem diferentes, não segue uma fórmula única", explica Monique Gardenberg. Lázaro Ramos, protagonista do filme e da série, iniciou a carreira de ator no Bando de Teatro Olodum e diz ainda se considerar parte dele, tamanha a afinidade e carinho. "Como representante do Bando, fico muito feliz com essa oportunidade que eles estão tendo para mostrar seus trabalhos", declarou o ator. Em meio a tantos elogios, Matheus Nachtergaele também deixou seu recado: "A paisagem humana representada na série pelo Bando é a alma deste trabalho".Entusiasmada, Preta Gil contou como conseguiu fazer parte do elenco: "Vi o projeto nascer no cinema e resolvi me transformar no que verdadeiramente sou: uma artista. Pedi a Monique para fazer parte da série e, com certeza, sou uma pessoa muito melhor depois desta imersão no grupo". A diretora geral Monique Gardenberg sintetizou o que será exibido na TV: "Vários assuntos sérios e graves serão tratados com humor, de uma maneira leve, como a falta de vagas em hospitais da rede pública e a adoção de crianças por casais homossexuais. Fico muito feliz de estar trazendo algo para a TV que não venha do eixo Rio-São Paulo e sim, da Bahia. Acredito que "Ó Paí, Ó" seja um conteúdo inédito na TV Globo".
Loading...
Related
Loading...